Da matéria-prima às edificações tem muito aço em prol do progresso 

Dos portões da Babilônia até as edificações atuais, o aço é a principal fonte de matéria-prima quando falamos em estrutura metálica, por isso, é um grande representante da evolução tecnológica.

O Brasil, por exemplo, segue entre os 10 maiores produtores de aço no mundo sendo a construção seu maior mercado. Resistência ao desgaste, ao impacto, à corrosão, entre outras, bem como seu baixo custo passou ter exponencial representação de todos os metais consumidos pela indústria.   

Além disso, existem mais de 3500 tipos diferentes de aços e 75% deles foram desenvolvidos nos últimos 20 anos. Os aços-carbono, por exemplo, possuem em sua composição apenas quantidades limitadas dos elementos químicos que é ajustada de acordo com o interesse de sua utilização.   

Conhecer os principais tipos de aço, entre suas vantagens e limitações é fundamental para a escolha certa em cada aplicação; ou seja, sempre com a finalidade da durabilidade nas obras. O aço estrutural passa por várias operações ao longo da fabricação das estruturas. 

Mercado da construção civil 

Para atender a construção civil, desde armaduras de concreto, estruturas metálicas, pontes, viadutos e fundações, os perfis do aço variam em sua composição ideal.   

Na construção civil, o interesse maior recai sobre os aços estruturais de média e alta resistência mecânica. Devido à sua resistência, grau de deformação e outras propriedades, são adequadas para a utilização em elementos da construção sujeitos a carregamento (CBCA, 2014).   

A Linetec é uma empresa especializada em estruturas metálicas com 10 anos de mercado. Suas obras estruturais podem ser vistas em galpões empresariais e nas rodovias de todo Brasil.   

Redação Agência LEV 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu